Share

Comprar um imóvel é o sonho de muitas pessoas. No entanto, este sonho pode rapidamente se tornar um pesadelo se você não prestar atenção em alguns detalhes. Independentemente do imóvel ser novo ou usado, é possível cometer erros na compra de imóveis que podem trazer grandes prejuízos e dores de cabeça.

Tendo isso em mente, preparamos um post especial em que detalharemos o que você não deve fazer quando for comprar um imóvel. Fique conosco e confira!

1. Fique atento ao preço praticado na região

Antes de fechar negócio pesquise qual o preço por metro quadrado praticado na região do imóvel que você quer comprar. Não fazer isso é um erro muito comum e pode te levar a comprar um imóvel com preço muito acima do valor de mercado.

Muitas vezes vemos empreendimentos na planta com o preço muito elevado para a região ou  bairro. Saber o preço que está sendo praticado por outros vendedores pode ser uma grande arma na hora de negociar o valor e pedir um desconto.

Você pode saber ficar atualizado visitando vários stands de venda, conversando com corretores ou utilizando ferramentas da internet. Esses são dois links que podem te ajudar com isso:

Ferramenta gratuita Ferramenta paga

2. Não compre um imóvel mais caro do que você pode pagar

Quando se trata de comprar um novo imóvel, muitas pessoas se empolgam e querem gastar mais do que podem.

Não é somente porque a construtora ou o banco aprovaram seu perfil que você poderá de fato bancar o imóvel. Antes de tudo, é necessário planejar-se e organizar-se, buscar o melhor financiamento, definir a melhor quantidade de parcelas, bem como a entrada que será dada.

 

LEIA TAMBÉM: Como montar um orçamento doméstico para a compra de um imóvel

 

Tratando-se de financiamentos, é preciso prestar muita atenção para não comprometer a vida no futuro. Afinal, é um compromisso que você assumirá por muitos anos e talvez até mesmo para o resto da vida. Neste caso, o ideal é jamais comprometer valores que sejam superiores a 30% do seu rendimento mensal.

3. Atenção às as taxas e aos impostos

Muitas pessoas se esquecem de que, ao comprar um imóvel, é necessário arcar com uma série de impostos referentes à compra.

Se programe, pois será necessário pagar o Imposto de Transmissão de Inter Vivos (conhecido como ITIV), o Imposto Predial e Territorial Urbano (o famoso IPTU), além das taxas do condomínio — caso o imóvel esteja em um condomínio.

O corretor que te auxiliará poderá tirar todas as suas dúvidas quanto a esses valores. Aproveite esse auxílio e pergunte também sobre as taxas de cartório, registro e escritura do imóvel.

 

LEIA TAMBÉM: 7 coisas que você precisa considerar antes de comprar um imóvel

 

4. Você sabe com quem você está negociando?

A negociação de um imóvel envolve uma grande quantia de dinheiro e, nesse caso, muito cuidado é necessário.

Para ficar tranquilo de que você está negociando com uma pessoa ou empresa séria você pode fazer as seguintes pesquisas:

No caso de imóveis novos:

  • Consulte o Procon a fim de ter certeza da idoneidade da construtora e também estar certo de que a mesma é competente e possui autoridade. Para isso você precisará do CNPJ;
  • Consulte a situação do corretor no Creci;
  • Verifique se os nomes e registros do engenheiro e do arquiteto responsáveis estão visíveis na frente da obra;
  • Pesquise se existem ações cíveis, trabalhistas e criminais contra a construtora;
  • Verifique se a empresa possui débitos para com a prefeitura;
  • Confirme se o memorial descritivo do empreendimento está registrado em cartório;
  • Questione sobre o licenciamento ambiental da obra.

No caso dos imóveis usados:

  • Confira a matrícula do imóvel no Cartório de Registro de Imóveis. Ela deve estar atualizada;
  • Solicite uma cópia da convenção e do regimento interno, caso o imóvel esteja em condomínio;
  • Solicite uma declaração negativa de débitos do imóvel com o condomínio e fornecedores de luz, água e gás;
  • Consulte a situação do corretor no Creci;
  • Consulte quem já mora da vizinhança para ter certeza de que as condições das áreas comuns e das adjacências são boas.

5. Faça visitas ao imóvel sob condições adversas e diversas vezes

Quando se tratar da compra de um imóvel, não meça esforços para visitá-lo diversas vezes e sob as mais diversas condições climáticas — pois é somente desta forma que você conseguirá ver a real forma como a propriedade lida com o meio ambiente.

Por exemplo, vale levar em consideração as seguintes questões: a casa recebe a quantidade de luz solar adequada? Nos dias de maior calor ou frio, como permanece a temperatura da residência? Ao chover, a rua fica alagada? Existem goteiras no forro ou problemas com infiltração? Durante a noite, como é a movimentação da vizinhança? E o trânsito? É muito caótico? 

Responder questões como essas são fundamentais pois correspondem a forma como será a sua vida quando a compra for feita. E, para serem respondidas, é preciso que se tenha o cuidado e a paciência de fazer estas avaliações.

6. Se puder, consulte a opinião de um especialista

Mesmo atento a tudo que já foi dito, um imóvel pode trazer surpresas. Por exemplo, um reforma feita antes da sua visita pode esconder danos estruturais, ou instalações elétricas antigas podem passar despercebidas aos olhos seus olhos.

Ou seja, para reduzir as chances de encontrar um vício oculto após a compra, leve um arquiteto, engenheiro ou mesmo um bom mestre de obras na visita com você.

7. Nunca, nunca, nunquinha assine um contrato sem ler

Em nenhuma hipótese, assine um documento sem que o tenha lido e relido inúmeras vezes. Isso porque você deve estar a par de cada letrinha que estiver presente nas cláusulas do contrato.

Caso não se sinta seguro para fazer isso sozinho, não hesite em consultar um advogado para lhe auxiliar e tirar todas as suas dúvidas.

Esses são os erros mais comuns que são cometidos quando se trata de comprar um imóvel. Evitando-os, com certeza ficará mais fácil e mais seguro comprar uma nova propriedade conscientemente e sem grandes dores de cabeça futuras.

Gostou do nosso texto? Você já conhecia ou já cometeu algum desses erros na compra de imóveis? Então por que não nos deixa um comentário? Queremos ouvir o que tem a dizer!